TikTok: como arrebentar na nova plataforma

A temática do TikTok não vai sair da minha cabeça tão cedo. 

Já gravei alguns vlogs falando sobre a importância dessa rede social, escrevi um artigo expondo por que as grandes marcas precisam prestar atenção nela e toco nesse assunto por diversas vezes no meu dia através dos stories.

E isso acontece por um motivo óbvio: o TikTok é onde a atenção do consumidor está, e é com isso que eu me importo.

O TikTok vem crescendo de forma desproporcional, mais especificamente a partir de agosto de 2018, quando a Chinesa ByteDance incorporou o Musical.ly ao TikTok.

A empresa não divulga seus números publicamente como a maioria das grandes redes sociais, mas estima-se que 1 bilhão de usuários já baixaram o TikTok em todo o mundo.

De esquetes de comédia à challenges virais, o TikTok ainda pode parecer confuso para quem não está inserido ou familiarizado com o ecossistema da plataforma.

Então, eu decidi trazer alguns aprendizados que nosso time tem tido na plataforma. São, em nossa visão, as 10 tendências mais populares do TikTok que, atualmente, dominam a rede social e são sucesso absoluto de viralização e engajamento.

#Desafios do TikTok

Sem dúvidas, os desafios – ou challenges – são o maior fenômeno do TikTok. 

Eles funcionam de maneira muito simples: os usuários gravam um vídeo próprio realizando qualquer ação (sim, absolutamente qualquer tipo de ação) e desafiam outros usuários a fazerem o mesmo.

E a melhor maneira de um desafio se popularizar no TikTok é dando um nome a ele e unir às clássicas hashtags. 

Alguns dos desafios mais famosos do Tiktok são:

“Desafio dos 6s”: com mais de 387,1 milhões de visualizações no TikTok, os usuários usam o sticker “desafio dos 6s”. O relógio começa a rodar quando o usuário pisca e, para vencer, ele precisa piscar novamente à marca exata de 6 segundos. Quem conseguir, menciona um amigo pra ser desafiado em um dueto (que também está nessa lista).

“Evoluiu Challenge”: um fenômeno de compartilhamento no Brasil (e não só dentro no TikTok), , os usuários mostram a evolução de uma maquiagem através dos cortes secos durante o vídeo, ao som de “Evoluiu” do Kevin O Chris. O desafio, atualmente, possui um total de 37,5 milhões de visualizações.

“Haribo Challenge”: unir uma multidão de ursinhos de goma ao som de “Someone Like You” da Adele.

Recentemente, grandes marcas começaram a entrar em ação criando os seus próprios desafios com a intenção de angariar interesse e engajamento dentro da plataforma.

O Guaraná Antártica é uma das primeiras marcas brasileiras a fecharem parceria com o TikTok, lançando o desafio #coisanossa, que consiste em gravar um vídeo “tipicamente brasileiro”, mostrando hábitos que só o brasileiro entende. O desafio já ultrapassou a marca das 12 milhões de visualizações.

Guaraná antártica no TikTok. Perfil da marca na rede social.

Publicidade de marca 

Enquanto as marcas brasileiras aproveitam o sucesso dos desafios, os Estados Unidos e a China (país com o maior número de usuários) já estão podendo fazer uso de anúncios pagos, funcionalidade recém lançada pelo TikTok no país.

Marcas como Ralph Lauren, NFL e Chipotle aproveitaram a explosão da rede social para marcarem presença no TikTok, levando a resultados estelares.

Perfil da NFL (Liga Nacional de Futebol) no TikTok.

A NFL, por exemplo, já detém um total de 36,2 milhões de visualizações e vídeos que chegam à marca de 7,8 milhões de plays.

A plataforma de anúncios é o TikTok Ads e, infelizmente, ainda não se sabe quando o recurso estará disponível no Brasil.

À medida que o TikTok testa novos formatos de anúncio, as marcas otimizam suas campanhas de marketing com chances desproporcionais de sucesso. 

E não existem dúvidas de que, no Brasil, a funcionalidade vai ser muito explorada pelas marcas que souberem se aproveitar do timing certo.

For You Page

Seção "foryoupage", com os vídeos que adicionaram a hashtag em destaque e número de visualizações.

O Four Your Page pode, de certo modo, ser considerado um desafio. Mas ele existe por um motivo específico e, por isso, merece um maior destaque.

Para quem ainda não conhece o TikTok, existe a seção home a opção “Para Você” (ou “For You), em que aparecem sugestões de vídeos de outros usuários feitas pelo próprio TikTok com base em interações anteriores.

Pois bem, um grupo de pessoas decidiu testar o algoritmo do TikTok usando as hashtags #ForYouPage, #ForYou e/ou #fyp em todos os vídeos que publicassem, seguindo a teoria de que a marcação pode ajudar a impulsionar o seu conteúdo na seção Para Você.

Embora a teoria não tenha sido, de fato, confirmada, muita gente prefere acreditar que ela é real. 

O uso da hashtagh #foryoupage já bateu 597,4 BILHÕES de visualizações no TikTok.

Tá pouco ou quer mais?

TikTok e os Memes

É impossível uma rede social existir sem memes. E no TikTok não poderia ser diferente, ainda mais por ser uma rede social com um demográfico – ainda – majoritariamente jovem.

O TikTok se alimenta dos memes e, ao contrário do que acontece com algumas redes sociais, a irreverência dos memes só faz o TikTok prosperar.

Brincadeiras “bobas”, usuários tirando sarro de si mesmos, paródias, esquetes, reações espontâneas a acontecimentos cotidianos… Tudo! A cultura de memes cai perfeitamente bem no colo da comunidade do TikTok.

Podemos até dizer que os memes, enquanto “espinha dorsal” do TikTok são, em grande parte, responsáveis pelo envolvimento e sucesso tremendo na comunidade. 

E isso se confirma, inclusive, com as compilações dos memes do TikTok no YouTube, que acumulham milhões de visualizações.

Influenciadores

Muitas pessoas que estão, de alguma forma, envolvidas na indústria de marketing de influência pode se perguntar: “ok, o TikTok é até popular, mas é relevante o suficiente para marcas e influenciadores?”

Aposto que você se lembra do Vine, rede social cujo TikTok bebeu muito da mesma fonte e que, da mesma forma que cresceu muito rápido, desapareceu por completo mais rápido ainda. E isso aconteceu porque os influenciadores abandonaram a rede para se focar em redes sociais mais lucrativas.

Agora, as marcas estão procurando ativamente maneiras de usar o TikTok – que, inegavelmente, cultivou uma popularidade enorme – para estratégias de marketing a partir da colaboração com influenciadores.

A própria ByteDance iniciou sua própria campanha no TikTok, recrutando recentemente Charlie Puth, Kris Jenner e Paris Hilton para divulgar sua marca #memeathon, alcançando níveis muito positivos de engajamento. 

Com isso, a ideia da ByteDance é a de mostrar às marcas que a plataforma é aberta, disposta e proativa na introdução do marketing de influência (e de influenciadores) para o público.

Duetos

O recurso existe desde o Musical.ly e persiste até hoje como um dos mais queridos do público.

Os duetos permitem que os usuários criem vídeos personalizados, que são reproduzidos com a tela dividida: de um lado um vídeo seu, do outro um de qualquer outra pessoa.

Nos Estados Unidos, os Duetos viraram uma tendência cultural dos usuários do TikTok, que extrapolavam as potencialidades do recurso, gravando com celebridades, amigos ou até com eles próprios.

Recentemente, o Instagram lançou dentro da própria plataforma a funcionalidade “Reels” (ou Cenas, no Brasil), que surge como um competidor direto do Duetos, uma vez que seus recursos são praticamente os mesmos. 

Será que o Instagram, assim como fez com o Snapchat, vai superar o TikTok com a criação dessa nova funcionalidade?

Slow Motion

Tudo fica mais legal em slow motion. O TikTok sabe tão bem disso que a opção pode ser selecionada com apenas um toque no botão da tela.

Assim com o Duetos, os efeitos slow motion são um dos principais temas do conteúdo do TikTok, aumentando as sacadas criativas na produção dos vídeos.

Acrobacias, mortais, movimentos de dança, manobras radicais ou efeitos, qualquer coisa fica muito mais interessante com os efeitos de câmera lenta.

A hashtag #slowmo já acumula aproximadamente 57,5 bilhões de visualizações no TikTok.

Celebridades

É óbvio que o formato do TikTok é perfeito para as celebridades se juntarem a ele. 

Conforme ele se torna mais popular e monetizado, mais celebridades surgem experimentando a plataforma, seja através de patrocínios lá fora, seja por simples diversão, como acontece na maior parte dos casos do Brasil.

Will Smith, Cardi B, Amy Schumer e Jimmy Fallon são grandes personalidades que se renderam aos encantos do TikTok.

Apenas Will, por exemplo, acumula 9,9 milhões de seguidores e aproximadamente 53 milhões de curtidas.

No Brasil, Whinderson Nunes, que já é famoso no YouTube, acumula 874,4 mil seguidores e 1,9 milhões de curtidas. Anitta já chega na marca de 1,4 milhões de seguidores e 1,1 milhões de curtidas.

Cosplay

Cosplay é um fenômeno cultural em inúmeras sociedades há muito tempo. Dos mais toscos aos mais elaborados, sempre é divertido ver as pessoas se transformando (ou já transformadas) em personagens conhecidos.

A natividade do formato de vídeo de 15 segundos do TikTok ajuda os usuários a “darem vida” aos seus personagens.

Artistas, performers, figurinistas e cosplayers per si tem um terreno fértil dentro da plataforma. Unir a criatividade do figurino com a criatividade dos vídeos é tiro certo na viralização.

Não existem dúvidas de que existe um público muito favorável a consumir cosplays no TikTok, prova disso são, mais uma vez, as hashtags, que contam com mais de 21 bilhões de visualizações e 10 milhões de postagens, o que comprova que essa é uma tendência massiva na comunidade.

Gêmeos

Talvez essa seja a tendência mais surpreendente de todas. Ninguém poderia imaginar que esse fenômeno natural e comum despertaria tanto interesse no público.

A hashtag #twins é gigantesca, com 13 bilhões de visualizações e 2 milhões de postagens. No brasil, #gêmeos possui 2,9 milhões de visualizações e #dancadosgemeos, 4,3 milhões.

O efeito visual de duas pessoas praticamente iguais fazendo movimentos sincronizados é, sem dúvidas, muito atrativo, e dá para brincar muito com isso.

Gêmeos dançando, jogando futebol ou atuando são definitivamente uma tendência que não deve ir embora tão cedo do TikTok.

TikTok reina no conteúdo colaborativo

Deu pra entender que as maiores tendências do TikTok atualmente mostram o quanto a plataforma é propícia para conteúdo colaborativo.

O TikTok é onde os early adopters estão, e toda rede social que hoje é gigante cresceu com eles.

Além disso, a dinâmica de distribuição orgânica ali dentro é muito superior as plataformas consideradas estabelecidas, e por isso que as grandes marcas precisam prestar atenção no TikTok.

O TikTok representa uma transformação natural do universo digital, ele mostra que o mundo está mudando. E que a gente precisa acompanhar esse movimento. As marcas precisam estar dispostas para essa transição geracional.

E o mais incrível do TikTok, é que tudo que dá para conquistar através de fatores como exposição massiva, viralização, bilhões de visualizações e nenhum centavo investido pode ser levado para outras redes sociais.

Você pode cruzar suas audiências e ser relevante em absolutamente todos os ecossistemas massivos que existem hoje em dia. 

Talvez por unir o melhor dos dois mundos que a plataforma seja uma referência tão poderosa em lançar tendências. 

Dentro de 6, 12 meses, vai sentir um gosto muito amargo na boca quem eventualmente não se posicionar ali dentro. A história se repete. As pessoas é que não aprendem.