SEU TIME NÃO VENDE BEM E A CULPA É SUA!

Todo santo dia vejo gente criticando os seus times de vendas.

As maiores reclamações que eu ouço quanto a times de vendas não performando são do tipo: “João não está visitando o suficiente”, “Alex não sabe fechar”, “Joana não sabe vender valor” etc., etc., etc. E por ai em diante. A lista é grande.

Mas nada disso importa. Vou mandar a real.

A culpa é sua.

Mas é culpa sua não no sentido de que você tem que se acuar e se sentir mal por ter errado (como a maioria tende a fazer).

É culpa no sentido de ter a humildade de reconhecer que você tem que mudar as coisas se quiser um resultado diferente.

Afinal, foi você (o gestor) que colocou pessoas sem DNA de vendas nessas posições.

Agora deixa eu esclarecer o que é um DNA de vendas. Antes que você comece a achar que tem alguma coisa a ver com trabalhar 14 horas por dia, ser extrovertido, ou saber 547 técnicas de fechamento.

DNA de vendas não poderia estar mais longe disso.

DNA comercial tem a ver com ser questionador. Tem a ver com confiançaaudácia pra desafiar as crenças da sua contraparte.

Confiança é fundamental para vender.

Confiança é acreditar incondicionalmente no que você faz. É binário.

Você não tem outra escolha. Ou tem ou não tem.

Se nem você acredita em você mesmo quem vai acreditar, caralho?!

Se você acredita você vence. Se você, mesmo que só lá no fundo, duvida, você perde.

E a razão disso é muito simples.

Você só vai ter a coragem pra questionar as crenças de alguém se você tiver a certeza de que as suas são melhores…

…e que a pessoa com quem você está desenrolando vai se beneficiar em jogar do seu lado.

Qualquer outro nível de comprometimento e de energia que fuja disso vai ser morno.

E aí meu irmão… aí fudeu.

É uma mistura muito delicada entre egoísmo e altruísmo, mas que no final…

…se o seu propósito é nobre,
todo mundo sai ganhando.

Não sei se você percebeu, mas o tempo todo eu me referi à “pessoa”. Nunca a empresa A, B, ou C.

O motivo disso é evidente. Ninguém “converte” uma empresa.

Ninguém muda as convicções de uma corporação, muito menos em 3 reuniões de 15 minutos.

Seu papel como vendedor é sempre se relacionar com a pessoa do outro lado da mesa.

São as crenças dela que você precisa desafiar.

Mas como?

Moldando o seu discurso aos interesses daquele indivíduo. E mais importante: fazendo as perguntas que são desconfortáveis. Sim. Aquelas que trazem tensão à conversa.

É aí que a parada começa a ficar interessante.

É aí que entra em jogo você acreditar sem restrições no que você faz. É ter domínio do assunto.

A forma como qualquer vendedor gera valor ao cliente é trazendo a tona um novo ponto de vista bem fundamentado.

O ponto de vista não passa da vista de um ponto.
Leve seu cliente para enxergar o seu ponto do seu lado.

Faça com que a pessoa do outro lado reveja sua visão de negócios e enxergue benefícios em se relacionar com você.

Mais uma vez. Ninguém vai te ajudar a vencer na vida. Você precisa gerar valor no mundo se você quiser ser bem sucedido.

Um último alerta que sempre faço é: você precisa colocar na cabeça que ninguém liga a mínima pra você. É sério. 99,99999% das pessoas, tirando a sua mãe e a sua vovozinha, não se importam se tem comida ou não no seu prato.

Ninguém vai fazer caridade de forma constante o suficiente pra sustentar o seu negócio. Não é assim que funciona.

Então, meu amigo… você precisa gerar valor para os outros.

Entenda de uma vez por todas: não existe estratégia de marketing, habilidade de vendas, ou dinheiro investido que vá fazer um produto ou serviço de merda decolar.

Seja crença ou produto.
Seja um motivo ou seja o outro.
De qualquer maneira a culpa é sua.

E agora? Vai ficar parado aí ou vai tomar uma atitude?

  • Muito obrigado por ler! Eu acho fantástico que você tenha se importado o suficiente pra investir o seu tempo aqui.
  • Se alguma coisa nesse artigo ressoou contigo, ou se você acha que alguém que você conhece vai se beneficiar de passar um olho nessas palavras, envia pra ele ou compartilha com seus amigos. Isso significaria muito pra mim, de verdade.
  • Além disso, se você tiver interesse em acompanhar insights e dicas exclusivas sobre empreendedorismo não deixe de me seguir no Instagram e no Facebook. Você vai poder espiar o dia a dia de alguém que está na jornada de construir suas empresas e ser melhor a cada dia.
  • Também tenho um programa de perguntas e respostas no YouTube.
  • Vamo que vamo!