PODCAST – COMECE JÁ O SEU!

O tempo é a variável mais escassa do mundo moderno. É também uma das mais valiosas.

Você e eu vivemos em micro-momentos. São nesses pequenos momentos que tiramos nossas experiências do mundo.

Utilizamos cada um dos nossos curtos espaços de tempo para contar as nossas próprias histórias.

Fato é que o tempo tem se tornado cada vez mais valiosas em um mundo que se move tão rápido quanto o nosso.

Por isso, temos mensagens mais curtinhas como tweets de 280 caracteres, stories de 15 segundos e tutoriais de 5 minutos no YouTube.

Mas esse tipo de conteúdo ainda requer que você esteja prestando atenção nele para ser consumido.

Você precisa parar para assistir ou ler o conteúdo. Por isso a solução tem sido, cada vez mais, restringir o tamanho das coisas, de forma para ampliar a atenção.

Essa é a vantagem do áudio:

Você consome conteúdo com o mínimo de atenção, podendo desenvolver outras atividades simultaneamente e assim aproveitando melhor seu precioso tempo.

Ninguém pensou nisso. É tudo uma questão de oferta e demanda de atenção. Quem aproveita essa brecha, sai na frente.

Conteúdos em áudio não são nenhuma novidade. O rádio já foi o que os podcasts são hoje.

Podcasts, postagens narradas e audiobooks ou audiolivros são as maiores tendências para o presente e o futuro da produção de conteúdo.

Por mais que você goste de ler um texto como esse aqui, isso demanda uma atenção imensamente superior a um conteúdo em áudio.

Você não pode ler um post meu e dirigir seu carro para o trabalho ao mesmo tempo!

Você pode até tomar uma multa por isso! Mas você não vai ser multado se estiver ouvindo rádio no seu carro.

Aí surge uma nova questão. E é aí onde eu quero chegar.
podcast girl power

Comece um podcast hoje!

Por mais que tenham dito que o rádio morreu, ele ainda é um excelente conteúdo. Mas o rádio ainda é um meio de comunicação dominado pela nostalgia.

Não tem a inovação e a agilidade para atender a sua necessidade atual de consumo de conteúdo. Vivemos uma cultura on demand!

Você e eu queremos um conteúdo que atenda às nossas necessidades. Queremos que ele esteja disponível facilmente pra gente consumir quando, onde e na hora que quisermos.

A grade de programação de uma rádio não atende isso. Mas os Podcasts atendem a isso muito bem.

 

Nem tudo é Podcast

O termo Podcast começou a rolar a partir de 2004 e, hoje, cerca de 72% das pessoas que acessam a internet sabem do se trata e mais de 58% delas já ouviram pelo menos uma vez algum programa nesse formato.

O podcast é uma mídia muito nova e ainda muito pouco explorada. Quem se arriscar nesse caminho ainda tem a chance de se destacar bastante.

Os podcasters que já estão enfrentando o desafio de produzir conteúdo em áudio de qualidade há algum tempo já estão colhendo os frutos.

E mais gente está vindo atrás. Existe até o Dia Internacional do Podcast e o Dia Nacional do Podcast.

Realmente, o podcast é uma mídia que atende muito bem a necessidade que você e eu temos de aproveitar bem cada momento.

Essas datas comemorativas foram criadas como uma iniciativa para promover a produção de podcasts Brasil e mundo a fora.

Mas, afinal, o que é define um Podcast?

Entendo Podcast como um conteúdo em áudio digital disponibilizado na Internet para download ou streaming em um computador ou mobile.

podcast coments

Uma breve história do podcast

Em 2004, a distribuição de arquivos com “programas de áudio” não era uma novidade pra ninguém.

Mas para ouvir um desses programas você precisava acessar o site que o hospedava, fazer o download para seu computador e, só aí, ouvi-lo.

Tentaram sistemas de download automático dos arquivos de áudio, mas isso geralmente era relacionado a empresas que também eram responsáveis pela geração de conteúdo, buscando apenas lucro direto. Esse tipo de iniciativa não deu certo, claro! Estamos na era da geração de valor.

Fato é que não foram bem sucedidos em alavancar o sistema de downloads tanto pela mentalidade dos consumidores na época quanto pelos recursos técnicos, essas experiências foram deixadas de lado.

Com a primeira revolução do mobile (iPods, mp3 players e afins) e a proliferação de aparelhos portáteis reprodutores de arquivos de áudio, surgiram várias novas ideias de como automatizar o acesso ao conteúdo de audioblogs e demais programas de áudio.

O método mais bem sucedido usou uma tecnologia já empregada para blogs. O RSS (Really Simple Syndication) foi a base para propagação dos conteúdos em áudio. O reflexo disso hoje em dia é uma verdadeira Cultura de Podcasts.

Começar um podcast pode pode parecer algo simples porque você basicamente só vai precisar falar.

Mas muita gente esquece que para ter algum sucesso no seu conteúdo é preciso de muito comprometimento.

Você precisa de…

1. Ferramentas para começar seu Podcast

Básico. Você precisa gravar sua voz. Pra isso, você vai precisar desse cara que está na sua frente: o celular.

Acesse sua loja de aplicativos (Apple Store ou Google Play).

Procure por:

A maioria desses apps que listei permite gravar, editar e compartilhar seus arquivos de áudio.

Ou seja, tudo que você precisa para colocar seu podcast no ar está aí.

Basta você testar cada um desses aplicativos e avaliar qual se sai melhor na sua mão.

Mas não perca muito tempo com isso. Logo no terceiro app que você testou, aprovou e gostou, comece logo a fazer seu podcast.

Você também pode usar o seu computador ou notebook e baixar o audacity para gravar e editar seu mais novo podcast.

O próximo passo é focar no seu conteúdo.

marketing de conteudo gif

2. Escolha um tema para o seu Podcast

Você com certeza já deve ter milhões de ideias na sua cabeça. É assim mesmo. A gente quer falar de tudo.

O podcast é uma mídia de comunicação que sem dúvidas aceita todo tipo de conteúdo. Existem excelentes podcasts sobre cinema, por exemplo.

Mas como é o caso dos podcasts voltados para o cinema, eles tem temas bem definidos. É isso que você, eu e todo mundo procura em um conteúdo.

Queremos que ele seja de acordo com a nossa necessidade. ON DEMAND. Se você gosta de falar sobre animais domésticos, faça um podcast sobre isso.

Mas lembre-se, esse é um tema bastante amplo. A concorrência vai ser maior.

Você vai ter que apresentar o melhor conteúdo de informação, entretenimento ou até motivacional sobre animais domésticos.

Uma boa estratégia é se apegar a sua realidade.

Sei que você ainda não tem um podcast grande e bem avaliado. Caso contrário, você não estaria aqui louco pra saber como começar um podcast.

Por isso, ao invés de você fazer um podcast sobre animais domésticos, uma boa ideia seria começar um programa sobre como criar gatos em apartamentos.

É um tema bem mais restrito e que você pode explorar cada possibilidade e acertar exatamente naquilo que as pessoas que tem e amam gatos de apartamento precisam e querem ouvir.

Entenda que o storytelling é fundamental quando você for desenvolver o seu tema. Para você saber como contar a sua história, tenho um texto especialmente para isso.

Maneiro, definiu o seu tema?! Agora produza um conteúdo que seja bom aos ouvidos.

podcast guy

3. Cuidado na hora de gravar e editar o seu Podcast

Tão importante quanto colocar sua voz no mundo, é fazer com que ela seja ouvida com clareza. Por isso você deve ter atenção à qualidade da sua produção.

Edite seu material para que ouvir o seu podcast seja uma experiência extremamente agradável.

Você pode atingir uma fidelidade gigantesca do seu público se apresentar um conteúdo dinâmico, capaz de deixar o seu ouvinte implorando por um novo episódio.

Não se julgue tanto no começo.

Ninguém começa Extraordinário. Com o tempo, você vai pegando o jeito de editar bem o seu material.

Por mais que seu podcast seja pequeno e amador, sempre vai ter alguém ouvindo.

Seja atento às críticas que te fizerem. Aceite aquilo que for proveitoso e tente sempre melhorar no próximo programa que colocar no ar.

Não vai ser no primeiro ou no segundo programa que você vai acertar. Mas você nunca vai melhorar se não praticar.

Não falo de testes e mais testes. Falo de você realmente colocar no ar e mostrar o seu podcast paras as pessoas, é a percepção delas que interessa.

Enquanto continuar guardando seu material só pra você, o feedback será só seu.

Coloque na rede e saiba o que está acertando e no que está deixando a bola cair.

Se o seu conteúdo for interessante, muita gente vai querer te ajudar e fazer críticas construtivas para você.

As pessoas sabem do seu potencial e vão querer agradecer pelo valor que está gerando pra elas.

Só depois que estiver produzindo de verdade que você deve começar a pensar em aprimorar seu arsenal.

Você pode comprar um microfone cardioide, cabos macho/fêmea, mesa de som, softwares pagos, etc.

Vai ser uma demanda do seu público. E se você quiser continuar crescendo com o seu podcast, vai precisar aprimorar tanto sua técnica como ferramentas.

header podcast girl power

4. Crie uma identidade para o seu Podcast

Bacana. Seu podcast está no ar! A essa altura você já deve ter um nome pra ele. Muito bem.

Acredito que você deve ter martelado por semanas o nome ideal. Mas acredito que perder tanto tempo para escolher um nome não seja fundamental.

O que vai definir sua identidade como produtor de conteúdo em áudio ou qualquer outra mídia é a forma como você aborda o seu tema.

Se você é obcecado pelo seu tema, é autêntico e tem a intenção de dar o seu melhor no seu conteúdo, sua cara estará ali.

Só depois disso que vem qualquer identidade auditiva ou visual.

Não estou dizendo que não importa nada. Todo mundo sabe da importância de uma boa comunicação visual para qualquer coisa. Não é isso.

Só não quero que você perca muito tempo com isso. Pode ser mais uma desculpa para você não começar.

Quem diria que um podcast chamado Nerdcast faria tanto sucesso?

Pois é. Os caras estão aí estourando e vivendo a vida que sempre quiseram. Isso também pode ser uma realidade pra você.

Você está aqui acompanhando o meu passo a passo e já sabe que deveria estar executando.

Você pode tá meio perdido, por isso tenho mais algumas dicas para deixar seu podcast redondinho.

Identidade auditiva e visual

Você já deu a cara para o seu podcast com a produção dos primeiros episódios/programas/capítulos. Maneiro, agora chegou a vez de consolidar isso.

Seu podcast precisa ter uma cara. Precisa de uma capa bacana e de uma vinheta de abertura.

Você precisa de elementos que identifiquem o seu conteúdo para quem não conhece e para quem quer conhecer.

Nome e capa para podcast

Tá vendo esse player do meu podcast no SoundCloud?

Pois é. Bonitão, não é mesmo?! Você precisa deixar o seu podcast atrativo.

Muita gente busca podcasts em plataformas que listam vários programas diferentes.

Nessa briga por atenção, vence primeiro aquele se destaca mais visualmente.

Você não vai ouvir um a um pra saber se é bom ou não.

A primeira coisa que vai levar as pessoas ao seu conteúdo é a identidade visual do seu podcast.

Você precisa usar esse nome maluco que bolou pra pular na frente dos outros podcast. Usar contrastes de cores chamativas faz a diferença.

Seu nome deve ficar bem legível e a temática deve ficar evidente a primeira vista.

Sua capa deve ser quadrada (150 x 150 px) para se adequar a qualquer formato sem distorção.

Legal, mas não faça propaganda enganosa. Seu conteúdo em áudio é o que conta.

Por isso, capriche na sua…

Abertura e Música Tema

Nem todo mundo é um Charlie Harper e faz jingles ou vinhetas de abertura sensacionais.

Mas isso também não é empecilho algum pra fazer seu podcast bombar.

Através de páginas gratuitas como o Free Music e o YouTube, você pode baixar trilhas bacanas para incrementar seu podcast.

Se você quiser músicas mais específicas ou mais conhecidas por preços mais acessíveis, pode investir em sites pagos e baixar músicas no Artlist ou Premiumbeat.

Indico não cair na besteira de usar trilhas sem autorização. Existem milhares de trilhas gratuitas ou bem baratas.

Você pode até usar uma trilha pirata por um tempo, mas logo pode ter seu podcast banido por violação de direitos autorais.

Nas trilhas gratuitas veja se elas necessitam que você dê crédito ou não aos autores.

Não marque bobeira e arrebente!

Quando falo de abertura, quero que você entenda que esse será o convite para o seu podcast.

Emposte sua voz e diga quem você é e o que seu programa traz de valor para as pessoas. Deixe isso bem claro.

Coloque uma trilha extraordinária de fundo e diga de coração o que vem aí. Pronto. Agora é só cumprir o que você acabou de prometer.

Se você diz que sabe tudo sobre gatinhos de apartamento, fale com propriedade sobre ração, casinhas, caixas de areia, passeios e tudo o que pensar sobre o tema, de-ta-lha-da-men-te.

Siga tudo que falei, porque chegou a hora de saber como espalhar a sua voz!

Como distribuir o seu Podcast

Lembra que eu falei que você tem que produzir bastante? Agora você vai entender o porquê.

Sugiro que você tenha 3 ou 5 episódios engatilhados. Como eu sou uma anomalia, comecei o meu com 15 episódios de uma vez só.

Acredito que essa seja uma boa estratégia porque você garante o interesse do seu público e um pouco mais de tempo para produzir novos episódios.

Encontre um local para hospedar o seu podcast e mande ver. Não se limite a uma ou duas plataformas de distribuição. Eu uso 6.

Dá um certo trabalho pra responder todo mundo, mas são mais pessoas que a gente atinge e é disso que eu gosto.

Melhores plataformas para distribuição do seu Podcast

Plataformas não param de surgir. Com certeza eu vou ampliar a minha lista, mas hoje essas são as plataformas que uso e indico para você começar a distribuir o seu conteúdo

Agregue valor ao seu podcast!

Muitas pessoas que assim como eu produzem um número surpreendente de conteúdo por dia, também investem nos podcasts. Eu acho o máximo!

O que eu indico pra você é ficar só no seu blog e atacar o podcast. Agregue ao seu conteúdo escrito, uma variável em podcast.

A recíproca é verdadeira. Também agregue ao seu podcast um conteúdo em texto, acrescentando ou explicando certos pontos do que transmitiu no seu programa.

Faça isso também em vídeo. Filme a gravação do seu podcast. Quanto mais conteúdo você produzir, mais interesse vai gerar e mais atenção seu podcast vai ter.

Utilize o conteúdo que você produz hoje para divulgar e distribuir o seu podcast para o maior número de pessoas possível.

O podcast é uma das mídias mais acessíveis do momento, até pessoas com deficiência visual podem fazer e consumir podcasts. É uma mídia maravilhosa.

No Brasil, ainda temos poucos podcasts, mas é um número que cresce a cada dia.

Se você trouxer um conteúdo de qualidade, tem muitas chances de conseguir um lugar no topo.

Muitos temas ainda não tem podcasts específicos explorando.

Talvez essa ideia que está com você a muito tempo seja o coração do próximo grande podcast brasileiro.

Você não precisa de uma ideia genial, basta colocar em prática aquilo que gosta de fazer. Gosto é subjetivo.

Você só vai saber se o seu conteúdo é bom quando colocá-lo no ar.

Gostei de bater esse papo com você. Fiquei até curioso pra saber o que vem por aí, mas saiba…

Não quero saber de ideias, quero receber apenas o link do seu mais novo podcast!

  • Muito obrigado por ler! Eu acho fantástico que você tenha se importado o suficiente pra investir o seu tempo aqui.
  • Se alguma coisa nesse artigo ressoou contigo, ou se você acha que alguém que você conhece vai se beneficiar de passar um olho nessas palavras, envia pra ele ou compartilha com seus amigos. Isso significaria muito pra mim, de verdade.
  • Além disso, se você tiver interesse em acompanhar insights e dicas exclusivas sobre empreendedorismo não deixe de me seguir no Instagram e no Facebook. Você vai poder espiar o dia a dia de alguém que está na jornada de construir suas empresas e ser melhor a cada dia.
  • Também tenho um programa de perguntas e respostas no YouTube e um Vlog no qual você pode acompanhar o meu dia a dia de empreendedor e de triatleta apaixonado.
  • Vamo que vamo!