Fazer faculdade não é sua única opção

O que você faria se voltasse a ter 18 anos?

Me fizeram essa pergunta em um episódio do #MentalityShow.

Foi uma pergunta que ressoou bastante comigo. E a resposta que eu dei no programa gerou uma troca muito maneira com a galera.

Bem, não me arrependo de nada que eu fiz ou deixei de fazer na juventude ou adolescência. Não tenho mágoa nenhuma do que aconteceu na minha infância.

Acredito que tudo que aconteceu comigo me levou pra gratificante jornada que trilho hoje e você pode acompanhar nas minhas redes.

Mas se eu tivesse que dar um conselho pra você que está começando a sua jornada agora é isso:

Não entre na faculdade.

É o que falo pra todo mundo que tem a audácia de seguir a mesma trajetória que eu estou seguindo.

O valor de fazer uma faculdade se perdeu ao longo dos anos.

Dois fatores levaram as faculdades a perderem o valor que tinham no passado.

Primeiro porque informação de qualidade ficou gratuita. Segundo porque o mercado de trabalho mudou radicalmente.

Você entra na bolha de uma universidade, fica 4,5,6 anos e sai de lá sem saber porra nenhuma do mundo real.

Quando você vai a luta de fato, com o seu diplominha nas mãos, percebe que precisa dar um verdadeiro RESTART na sua vida e em tudo o que “aprendeu” no seu curso.

Para você que sabe o que quer, eu tenho certeza de que um curso superior não vai te agregar valor em nada, aconselho a não entrar em uma faculdade.

Você pode colar em alguém que você admira e é bem sucedido naquilo que você quer fazer. Trabalhe pra ela ou ele que, desde do seu day one, você estará cara a cara com desafios reais.

Todos esses desafios você pode enfrentar pesquisando conteúdos online, lendo livros ou fazendo cursos pontuais, voltados especificamente para o problema que está tentando resolver. É o fim das cadeiras engessadas que você encontra nas faculdades e não te servem de nada.

Mas isso é apenas um primeiro ponto!

“Rapha, já comecei uma faculdade: continuo ou meto o pé?”

Porra, eu não sei! E diferente do que você deve estar pensando, não estou me esquivando. Sempre repito: observe o contexto.

Não sou um cara sonhador. Sou realista. O mundo bate em quem não entende como as coisas funcionam de fato.

Não vou chegar e dizer que você deve largar sua faculdade, sem entender as nuances de cada jornada. Por exemplo, carreiras em Contabilidade, Advocacia, Medicina, entre outras, exigem certos documentos para serem exercidas. Não tem outro rumo.

Agora, o que acho lunático é seguir o dogma dos outros só porque parece ser algo mais cômodo.

Você pode perder muito tempo da sua vida quando engana a si mesmo. Por isso, te peço…

Conheça você mesmo. Audite sua vida e veja se suas escolhas estão te direcionando para os seus objetivos.

  • Continuar nessa faculdade que está fazendo vai te dar o resultado que você espera lá na frente?
  • Sua formação contribui de alguma maneira pra carreira que você quer seguir?
  • O curso que você escolheu vai de encontro aos seus valores pessoais?

Você sabe muito bem a resposta pra cada uma dessas perguntas.

Mas antes de mais nada, eu fiz faculdade. Não me arrependendo, pois eu ainda estava explorando o que queria da vida.

Além disso, a faculdade me deixou um mindset. Me deu uma capacidade fudida de raciocínio lógico. Estudei matemática pra caralho.

A faculdade não é de todo ruim!

Mas a vida é feita de escolhas. E a faculdade deixou de ser a opção que gera mais valor para as pessoas em termos de custo-benefício.

Acredito verdadeiramente que se eu tivesse iniciado minha jornada no empreendedorismo 5 anos antes, estaria quilômetros na frente de onde estou agora.

Tenho essa visão porque sei que quando você mete a mão na massa é ali, naquela hora que você começa a evoluir. É o momento que você começa de fato a aprender as coisas.

Mais uma vez, não é que a faculdade seja ruim em termos absolutos.

Dependendo da sua perspectiva, é um excelente lugar pra você explorar suas potencialidades e se conhecer melhor. Mas isso só vale se você tiver pais ou uma situação financeira que permitam o grau de investimento que muitas vezes uma universidade exige.

Porém…

o que eu vejo são pessoas fazendo dívidas enormes pra conseguir um diploma, tendo a ilusão de que isso garante alguma coisa.

É chato, mas tenho que revelar. Aqui na Lince, minha empresa de Instrumentação Industrial, recebo milhares de currículos de engenheiros todos os anos. Todos desempregados.

Se você pensa que a Engenharia vai te dar uma puta segurança financeira, está totalmente enganado. O que mais vejo são engenheiros contratado em empresas sem exercer a sua profissão.

É nesse ponto que quero chegar.

Quem você está querendo enganar quando sabe que não está tirando valor nenhum da faculdade que está cursando?

Você está lá fazendo uma dívida absurda que, quando você sair, vai gastar os seus próximos 10 anos pra pagar. Tirando da sua qualidade de vida. Tirando do seu poder de consumo.

Se a universidade está sugando a sua vida, insistir nisso é algo a se pensar.

A faculdade é um terror pra dois tipos de pessoa.

Primeiro, pra você que é um iludido, achando que a faculdade garante alguma coisa.

E segundo, no qual me identifico mais, pra você que já sabe o que quer fazer e, por uma imposição social ou imaturidade e medo, começa uma faculdade.

Fazer uma universidade deixou de ser a melhor opção quando você já está empreendendo ou já está trabalhando pra alguém.

Agora você pode buscar conhecimento com base nos seus desafios práticos.

Você não precisa esperar mais dois terços de uma faculdade pra conseguir créditos suficientes pra cursar a disciplina que vai atender as suas necessidades. Você pode fazer cursos mais incisivos, que te deem o suporte que precisa nos desafios diários.

Por exemplo, você está executando um projeto e está tendo dificuldade pra alcançar o seu público. Você pode fazer um curso online de marketing, comprar um eBook foda por R$5,00, conversar de casa com pessoas como eu que sabem o caminho das pedras.

As possibilidades são infinitas.

Você tem todas essas armas a sua disposição. Você estuda em um dia e aplica no dia seguinte.

Esse tipo de conhecimento, adaptativo, colaborativo e voltado para seus desafios específicos, é uma realidade e você deve aproveitar.

Vai dizer que você nunca assistiu um tutorial de qualquer merda na internet?
É a mesma coisa. Só que as oportunidades não param em um vídeo sobre como consertar uma maçaneta.

Você literalmente pode adquirir o conhecimento para começar sua jornada, seja qual for a área, com cursos pela internet.

O grande problema da faculdade foi o decréscimo que ela sofreu. Perdeu espaço como fonte de conhecimento e relevância, sendo que em contrapartida seus custos aumentaram drasticamente.

Muitas vezes a conta não bate pra você que já sabe a jornada que deseja enfrentar.

Quero que você entenda o seu contexto.

Se a sua realidade, motivação e condição financeira, não se adequam a especificidade de um curso ou especialização, repense.

Isso faz sentido pra você? Pra mim faz muito sentido.

Pra finalizar, te peço apenas uma coisa.

Se você tiver que tirar uma única coisa de tudo que falei que ela seja o FATO de que…

Não é a sua escolha em si que determina o seu futuro, mas o que você faz a partir do momento que escolhe seguir um caminho.

Essa é a chave.

Está na sua mão fazer da faculdade a melhor escolha da sua vida, ou a pior.

Está na sua mão fazer a escolha de não fazer faculdade a melhor escolha da sua vida, ou a pior.

Nossas ações moldam nosso destino.

A escolha da jornada é só o primeiro passo. E, sinceramente, é o mais fácil.

Fique agora com a íntegra do #MentalityShow em que eu falei sobre faculdade e outros temas ligados ao empreendedorismo.

  • Muito obrigado por ler! Eu acho fantástico que você tenha se importado o suficiente pra investir o seu tempo aqui.
  • Se alguma coisa nesse artigo ressoou contigo, ou se você acha que alguém que você conhece vai se beneficiar de passar um olho nessas palavras, envia pra ele ou compartilha com seus amigos. Isso significaria muito pra mim, de verdade.
  • Além disso, se você tiver interesse em acompanhar insights e dicas exclusivas sobre empreendedorismo não deixe de me seguir no Instagram e no Facebook. Você vai poder espiar o dia a dia de alguém que está na jornada de construir suas empresas e ser melhor a cada dia.
  • Também tenho um programa de perguntas e respostas no YouTube e um Vlog no qual você pode acompanhar o meu dia a dia de empreendedor e de triatleta apaixonado.
  • Vamo que vamo!