COMO COMEÇAR DO ZERO!

Olhe ao seu redor. Tirou a cara da tela do seu celular um minutinho e viu em que ano você está?

Pois é, estamos em 2018. É hora das suas atitudes começarem a refletir isso.

Não estou aqui para debater se criar conteúdo é importante ou não. Isso é um fato dado.

Se você discorda que produzir conteúdo nas 7 plataformas relevantes é fundamental para alguém que quer vencer em 2023, feche a janela do navegador e peça pra sair.

Não estou brincando, 06! Pede pra sair.

Se você quer vencer, seja em 2018 ou em 2023…

conteúdo é a porta de entrada!

O problema é que, justamente nesta realização, muita gente para. Todo mundo sabe que é fundamental, mas pouca gente está fazendo por onde para vencer no novo ecossistema de negócios.

Daí a urgência deste assunto…

Este texto nada mais é do que uma compilação de todos os assuntos que venho debatendo com executivos e personalidades brasileiras dentro de salas de reunião.

Trago tudo isso em formato de uma resposta direta às dezenas de milhares de pessoas que durante os últimos meses me perguntaram:

“MAS RAPHA, COMO COMEÇAR? POR ONDE EU VOU?”

Este texto é a epifania que você estava procurando para tirar suas ideias do campo subjetivo e começar a construir algo para si.

Mas primeiro quero que você entenda que..

Não há nada te impedindo de começar a criar conteúdo online

É por aí que você vai começar. Não me importa qual desculpa esfarrapada você criou para justificar não estar jogando este jogo.

Agora é hora de sufocá-la e partir pra execução.

Quer seja o seu vlog irado no Youtube, fotografias fodas no Instagram, artigos super interessantes no Medium ou um podcast animal no iTunes.

Meu amigo, a chave para o sucesso do conteúdo online é dar a cara a tapa e fazer. Mas como?

Te mostrar como você vai tirar todas as suas ideias do chão, será o meu desafio de hoje.

Tenho 3 passos fundamentais para você seguir:

O conteúdo certo para produzir

Muita gente chega pra mim querendo saber sobre o que se deve falar ou o que fazer para começar.

A primeira coisa que digo é que você já faz. Você já produz conteúdo.

Você não está começando a produzir totalmente do ZERO.

Você com certeza já tem uma contas no Instagram e/ou Facebook. Você já tem uma familiaridade básica com as ferramentas.

Vou abrir minha bola de cristal aqui e arriscar que você também tem alguns conteúdos que segue, curte e compartilha.

Mas a grande questão é…

Sobre o que falar?

Você pode produzir conteúdo informativo. Traga conhecimento para as pessoas, mantenha elas informadas sobre um tema que você domina.

Entretenha. Divirta as pessoas com o seu ponto de vista sobre as coisas, mostre sua arte, gere valor pelo lazer/prazer.

Estenda a mão. Se você é um cara super alto astral ou é uma crossfiteira profissional e dedicada, motive as pessoas a seguirem o seu exemplo.

Minha postura diante dessas três áreas é aglutinar tudo isso no meu conteúdo. Faça o mesmo!

Produzo informação com o que há de mais relevante para arrebentar nas mídias sociais.

Entretenho com as palhaçadas que o meu time apronta comigo e faço um trabalho motivacional fudido com o meu exemplo de empreendedor, triatleta e montanhista.

Quanto a temática principal do conteúdo que você vai produzir, isso é contigo.

Você vai ter que olhar para si mesmo

Quando decidi investir pesadamente na produção de conteúdo sabia que devia ser nas coisas que mais gostava e que ainda sou apaixonado até hoje: negócios, empreendedorismo, marketingvendas.

Tenho isso muito claro pra mim. É isso que eu respiro todos os dias. É aí que está a minha obsessão.

Quero ser lembrado por isso e você?

Pelo que você quer ser lembrado?

O que você quer fazer pelo resto da sua vida? Ou melhor…

O que vai fazer sentido pra você executar todo dia, pelo resto da sua vida?

Sim. É isso! Aposto que sua cabeça deu um giro e essa ideia que está agora martelando na sua cabeça é no que deve investir.

Sei que você ainda não deve estar satisfeito com essa verdade. Você precisa de algo mais pra começar.

Não é só você que fica implorando por um empurrãozinho.

Por isso tenho 3 caminhos para você seguir com o seu conteúdo.

marketing de conteudo gif

Informe, entretenha e motive pessoas

Todo conteúdo que você começar a produzir vai se encaixar em uma dessas categorias.

Ou ele vai INFORMAR. Ou ENTRETER. Ou MOTIVAR.

Você ama de quadrinhos? Abra um canal no YouTube e fale sobre os principais lançamentos. Informe outras pessoas sobre o que ler nos quadrinhos nacionais e internacionais. Seja útil aos fãs de quadrinhos.

Você desenha pra caralho? Poste diariamente seus desenhos no Instagram. Faça desenhos relacionados aos acontecimentos do dia. Deixe as pessoas loucas pra saber o que você vai desenhar amanhã. Entretenha as pessoas que gostam do seu traço.

Você ama quadrinhos e desenha pra caralho? Motive pessoas para seguir o seu caminho. Faça passo a passo de como desenhar um personagem, como fazer o desenho de uma mão.

Fale sobre o gibi que mais mexeu com você. Conte a sua história.

Gere valor para as pessoas

Maneiro, gostou? Dá pra criar conteúdo pra tudo. Se você está dizendo que sua paixão, aquilo que você mais gosta na vida, não gera nenhum tipo de conteúdo, fale isso pra mim agora que eu vou te mostrar no mínimo 5 pessoas que estão levando a vida que sempre sonharam só produzindo esse tipo de material.

E você pode ser uma delas.

Mas como você vai falar sobre tudo isso?

Obsessão, Autenticidade e Intenção

Você precisa amar o que faz. É isso que quero dizer com obsessão.

Você só vai dar tudo o que tem pra dar quando executar naquilo que tem tesão em fazer.

Executar sob aquilo que é obcecado tem tudo a ver com autenticidade. Se você não fizer aquilo que gosta ou tem talento pra fazer, sempre será algo forçado, não vai sair natural.

Autenticidade conta muito!

Seu conteúdo precisa transmitir autoridade. Isso só vem com franqueza, sabendo reconhecer quando erra e se posicionar quando se tem plena certeza sobre alguma coisa.

Ninguém é bobo. Mais cedo ou mais tarde vão descobrir se você é uma fraude ou um cara apaixonado pelo que faz.

Sua intenção vai determinar tudo o que falei. Se você encontrou em si mesmo o motivo autêntico para fazer o que ama, logo encontrará o melhor caminho para começar a transmitir isso.

Comece lançando um Manifesto

Você tem que começar fazendo o seu próprio manifesto.

Diga pra você mesmo e, no final das contas, para o mundo, o que faz e o porquê.

Como sua cabeça funciona? Qual é a sua? O que pretende fazer e até onde quer chegar? Você é apaixonado por histórias em quadrinhos? Você sabe tudo sobre programação? Você está tentando vender doces artesanais?

Comunique! Deixe tudo bem claro. Diminua qualquer fricção que possa existir no conteúdo que está produzindo.

Você pode fazer o seu manifesto em forma de vídeo, áudio ou texto.

social media gif

Utilize a ferramenta que você está mais familiarizado.

Sugiro fazer nas 3 formas (vídeo, áudio e texto). Não deixe ninguém de fora. Você quer que todos saibam o seu propósito.

Mas lembre-se…

Sua mensagem deve ser verdadeira

Não venha me dizer que você é um empreendedor se você nunca vendeu porra nenhuma na sua vida.

Fale que você ama empreendedorismo e é super interessado em negócios. Mas seja autêntico. Não minta. Vão te pegar.

Ninguém gosta de ser passado pra trás. Alguém vai descobrir e jogar na sua cara.

Comunique ao mundo exatamente o que você está pensando sobre o tema que escolheu produzir conteúdo.

Deixar bem evidente qual é a sua voz tem um poder extraordinário. Influencia diretamente na forma como consomem o seu conteúdo.

Seja um vídeo no Youtube, um artigo no Medium ou um story no Instagram, seu dever é apresentar a sua visão para o mundo de uma forma autêntica. Afinal, você está falando daquilo que gosta, não é mesmo?

E, por falar nisso, a gente muda de opinião. É normal. A gente evolui.

A sua verdade hoje pode não ser a mesma de amanhã. Mas isso não pode ser uma desculpa.

Faça o seu manifesto

Posicione-se com o que você vê e quer hoje. Você pode gostar de quadrinhos hoje ou empreendedorismo amanhã ou móveis coloniais no dia seguinte. Não importa.

Apenas execute! Feito é melhor que perfeito. Se você esperar mais um minuto ponderando não vai fazer nada.

mindset empreendedorismo

Execução é tudo!

Acho bizarro. Crio uma porrada de conteúdo para você e milhares de outras pessoas, mas ninguém faz nada com isso.

Muita gente fica só assistindo meu Vlog ou o MentalityShow e acham que alguma coisa vai cair do céu. Não é assim!

A única maneira de conseguir alguma coisa é fazendo. Já falei o tipo de conteúdo que você pode fazer.

Agora chegou a hora de saber onde seu conteúdo estará.

midia social internet empreendedorismo

A plataforma ideal

Cara, você deve estar pensando que eu vou falar pra você fazer vídeo porque é a mídia que mais tem resposta do público hoje em dia. Não! Não é isso.

Dez anos atrás era a febre dos blogs que pegava todo mundo. Hoje, você também vê a aceitação e o engajamento que a produção de podcasts tem alavancado.

Todas essas mídias estão certas e erradas para ser seu formato de conteúdo ao mesmo tempo.

Não posso te falar pra você investir tudo no vídeo se o seu talento é escrevendo ou desenhando. Onde muita gente se confunde, e por isso PERDE nesse jogo, é quando tenta seguir a onda do momento e não foca nos seus próprios talentos.

Invista naquilo que você é realmente bom

Você pode se associar a pessoas que sejam extraordinárias onde não é sua praia também. Mas priorize naquilo que você gosta e sabe fazer melhor do que a maioria.

Se você é fera na escrita, aposte tudo no seu blog. Faça uma página no WordPress, no Medium ou, se você tem um DNA de escritor ficcional, arrebente no Wattpad.

Se você domina a arte dos vídeos. Se você saca de edição ou é um ótimo host, YouTube e Instagram são suas plataformas. Saiba tudo sobre elas. Estude a fundo.

Agora, se você é bom de papo, mas fica nervoso em frente a câmeras, o podcast é o seu formato. Faça um programa semanal sobre aquele assunto que você domina.

Em resumo, você precisa entender qual plataforma é a ideal para seu formato mais familiar e saber todas as nuances do que escolheu como base para o seu conteúdo.

Mas, acima de tudo, saiba que nada do que for fazer vai surtir efeito se você não entender que…

Distribuição é a chave!

Você já sabe que tipo de conteúdo vai fazer e também sabe em qual plataforma vai colocar.

Mas, por mais fantástico que seja o seu conteúdo, as pessoas precisam ver o que você tem produzido.

Por isso que distribuição é a chave. Você precisa ser descoberto.

Eu falo de “chave” por que é com a distribuição que você vai abrir o caminho para o sucesso do seu conteúdo.

Tenho duas formas para você desvendar o jogo da distribuição de conteúdo.

Você vai comprar mídia e hackear cultura

Comprar mídia é o mais fácil. Você vai lá e mete R$200 em Facebook Ads e vai aparecer na cara de todas as pessoas que marcar como público do seu anúncio.

Pode testar. Faça uma segmentação simples, coloque uma idade entre 18 e 25 anos, a localização do seu bairro e espere para ver. É 100% garantido que as pessoas vão ver você.

Dominando esse tipo de ferramenta você pode literalmente colocar o seu conteúdo diante que qualquer pessoa do mundo.

Conteúdo é estratégia

Você pode direcionar sua mídia por idade, localização, gostos, áreas de interesse, renda e uma infinidade de opções que cada mídia social disponibiliza para o seu conteúdo hoje em dia.

Agora vem a parte mais complicada e interessante da distribuição: o hacking de cultura.

Você vai encontrar uma forma de chegar até as pessoas certas por meio de uma estratégia criativa.

Você pode oferecer alguma coisa que você produz em troca da exposição do seu conteúdo.

Se você vende algum produto, por exemplo, pizza de brownie, ofereça o seu melhor sabor para um influenciador digital que tenha um público que esteja de acordo com quem você quer alcançar.

Você está começando agora, então não vai ter acesso aos grandes influenciadores. A moeda deles cresce a cada dia. Calma, você também vai chegar lá.

Mas, sugiro que você…

Comece pequeno

.

Utilize o seu produto para atrair quem também não tem tantos seguidores também. Dê sua pizza de brownie para pessoas que têm 2, 4, 8 mil seguidores.

Eles ainda não tem tanto poder de barganha e vão fazer a divulgação certa e setorizada da sua mensagem.

Isso é hackear cultura!

Hackear Cultura é entender as novas engrenagens sociais de formação de opinião pública de forma a direcionar influência para seus objetivos de negócio de maneira estratégica.

ATENÇÃO, contexto é tudo!

Você não vai oferecer sua pizza de brownie para uma nutricionista.

Você precisa casar os interesses da audiência, a voz do influenciador e a sua mensagem. É nessa interseção que está a chave.

Mas você chega pra mim e diz que isso não funciona porque ainda não tem produto ou serviço para oferecer, e aí?.

Aumenta a iluminação do seu celular que vem mais hack de cultura.

Trabalhe de graça. Isso mesmo. Não tem o que dar? Dê seu tempo. Você não imagina o valor que isso tem. É a moeda do século.

Se você quiser aumentar sua distribuição, comece a colaborar com outras pessoas no Instagram.

Escreva citações para seus posts, tire fotos de seus produtos, trabalhe para ela, faça imagens ou desenhos gratuitamente.

Mas não custa lembrar: ninguém no Instagram vai te ajudar simplesmente porque você pediu para eles. Isso é uma loucura. O que você fez pra merecer a atenção deles?

Seja útil. Chegue para os influenciadores que você admira e fale:

“Toma isso aqui que eu fiz pra você!”
“Eu faço isso, você tem interesse?”
“Não cobro nada, só quero te ajudar!”
“Gosto muito do seu trabalho, posso fazer aquilo por você?”

E você só precisa de um SIM do influenciador certo para estourar lá na frente.

Mais hacks. Se você tem 200 seguidores, envie uma mensagem para cada pessoa da sua cidade que tenha mais seguidores do que você.

Diga o que você pode fazer para cada uma delas. Seja pessoal. Não use a mesma mensagem para todos. Faça isso até dar certo.

Não vai ser nos 20 primeiros não que você vai parar. Muito menos nos primeiros 5. Mas acredite. Dá certo!

Trocar seu trabalho pela exposição é a maneira mais rápida de crescer quando você não tem nada material para trocar.

Agora é hora de começar!

Apresentei o caminho que eu entendo como mais adequado. Passei todos os hacks. Você conhece a maioria das mídias que citei. Agora você precisa usar esse conteúdo ao seu favor.

Faça o primeiro post. Comece uma rotina de produção. Não se importe tanto com o que você está produzindo. Apenas produza.

Não é bobagem, você está pegando o ritmo. Veja as primeiras postagens do meu blog. Eu mudei tudo! A gente vai aprendendo. A gente vai aperfeiçoando.

A única coisa que você precisa fazer é começar, sabe por quê?

empreendedorismo
Se você clicar nesse banner ☝ vai saber mais sobre o que penso sobre números e execução!

Números não importam tanto!

Aprenda de uma vez por todas que o KPI aqui é impacto, não número de seguidores.

É claro que uma grande audiência pode significar alguma coisa. Mas esse não é um jogo de amplitude.

É um jogo de profundidade.

As pessoas que seguem você são seres humanos. Se você só ligar para os números, vai certamente esquecer das pessoas. São elas que importam, não os números.

Falo daquela pessoa que curtiu uma foto sua, marcou um amigo, compartilhou em outra mídia social, fez um texto sobre você, gostou da resposta que recebeu a uma pergunta, comprou um produto ou serviço seu. É isso.

Você está gerando valor para essa pessoa. Você depende dela tanto quanto ela depende do seu conteúdo. É sempre uma troca.

Não dá pra medir o exato reconhecimento de uma marca. Não dá pra mensurar a gratidão de uma pessoa.

Mas tem certas coisas na vida onde o bom senso basta. Certas coisas obviamente são importantes, mesmo que você não consiga dar um número para elas.

Um dado pode esconder muita coisa.

Por exemplo, você tem um negócio com um ticket médio de R$ 500,00. Maneiro, e você tem 6.000 seguidores super engajados, pessoa apaixonadas pela sua marca.

Se apenas 10% desses seguidores comprarem algo de você por mês, calcule, seu pequeno negócio já terá que sair do MEI porque vai gerar mais de R$ 30.000,00 em vendas.

Achou pouco, aumente seu alcance e abocanhe 20% do seu público.

Você não acha que tenha tanto talento? Então digamos que você consegue alcançar pelo menos 5% dos seus seguidores. É, né?

Ganhar 15 mil por mês continua interessante pra muita gente.

Vamos lá, imagine quando você estiver com 10, 20, 300 mil seguidores?

É uma oportunidade sem qualquer precedente. Não é a toa que o empreendedorismo virou uma possibilidade real para tanta gente.

Certamente você conhece alguém que é amigo de uma blogueira ou um criativo que vive só de negócios na internet.

Nunca se esqueça: todo mundo começa com Zero seguidores e muitas vezes…

1 view pode mudar tudo!

Pense bem. Você e eu vivemos por uma chance.

Qual a chance de você ter a família que tem?

Qual a chance de você ter a educação que recebeu?

Qual a chance de você ter a saúde que tem hoje?

Qual a chance de viver a Era de Ouro do Empreendedorismo?

Qual a chance de você ter nascido?

Dentro de trilhões de combinações genéticas, você nasceu. Seja grato por isso. Faça alguma coisa. Faça o que te faz feliz.

Utilize todo esse potencial que você diz que tem.

Não vai acontecer de primeira. Mas cada texto que você escreve, cada vídeo que grava, tudo que você publica é visualizado por pelo menos uma pessoa do mundo. É fato.

Olhe o analytics das suas redes. A sua oportunidade está ali. Um daqueles números pode mudar a sua vida.

Número de seguidores, número de curtidas, números de compartilhamentos, números de views, números de faturamento… É bizarro!

Atualmente as pessoas estão muito atreladas aos números. É verdade que ficou muito mais fácil quantificar as coisas.

Hoje você sabe exatamente quantos “amigos” você tem. Super interessante, mas você pode mensurar a amizade?

Não!

Se você prestar atenção, nada do que realmente vale a pena pode ser medido. Sua felicidade não pode ser medida. Sua ética não pode ser medida. O carisma de uma marca não pode ser medido.

Além disso, outro aspecto importante é que muitas pessoas querem viver a vida dos outros.

Acabam usando parâmetros que não dizem nada a respeito de seus próprios objetivos.

Cada pessoa é diferente. Essa é a maravilha do mundo. Cada um deve encontrar seu próprio caminho.

Seguir a estrada de outra pessoa pode te levar a um destino totalmente oposto do que você entende como felicidade.

Descobrir onde mora a sua felicidade e realização é um bom parâmetro para saber se foi bem sucedido ou não na sua jornada.

Acho surreal que milhões de pessoas aceitem vidas e trabalhos que os fazem miseráveis. Isso não é pra ser assim. Não na era digital.

Por isso eu te imploro que leia, releia, imprima, cole esse texto na parede do seu quarto.

Tudo o que for preciso pra que você entenda que o tamanho dessa oportunidade é algo sem precedentes.

Está na sua mão fazer ou não alguma coisa sobre isso 👊

 

  • Muito obrigado por ler! Eu acho fantástico que você tenha se importado o suficiente pra investir o seu tempo aqui.
  • Se alguma coisa nesse artigo ressoou contigo, ou se você acha que alguém que você conhece vai se beneficiar de passar um olho nessas palavras, envia pra ele ou compartilha com seus amigos. Isso significaria muito pra mim, de verdade.
  • Além disso, se você tiver interesse em acompanhar insights e dicas exclusivas sobre empreendedorismo não deixe de me seguir no Instagram e no Facebook. Você vai poder espiar o dia a dia de alguém que está na jornada de construir suas empresas e ser melhor a cada dia.
  • Também tenho um programa de perguntas e respostas no YouTube e um Vlog no qual você pode acompanhar o meu dia a dia de empreendedor e de triatleta apaixonado.
  • Vamo que vamo!